Dilma, o sobrepeso privado e a desnutrição do SUS

Os países com melhores índices de qualidade e satisfação com a saúde têm sistemas públicos, gratuitos e universais. Inglaterra, Espanha, Canadá, Cuba. O governo Dilma está levando o país a um modelo privado fracassado, caro, ineficiente e injusto.

20130612-001313.jpg

A fórmula já é antiga e conhecida. Diminui-se a participação do Estado em setores essenciais da nação dando à iniciativa privada a responsabilidade de prover esses serviços e ao Estado o ingênuo papel de controlar a ganância lucrativa das empresas e tentar garantir que, no mundo do capital, a qualidade, dignidade e eficiência dos serviços vá se sobrepor a necessidade de lucro.

Foi assim com a Previdência: e a população perdeu. Foi assim com a educação: e, enfim, professores mal pagos, escolas públicas e privadas de péssima qualidade, ensino superior e produção de conhecimento pífios.

Agora é a vez da saúde. Vivemos no governo LULA/Dilma a maior ameaça de desmonte definitivo do SUS desde sua formação em 1989. Como um câncer, que se desenvolve dos nutrientes do corpo, vemos ano após ano o setor privado crescer e o SUS lutar bravamente contra seu assassinato por inanição.

20130611-235717.jpg
Gastamos menos com saúde que quase todo o mundo. Gastamos menos que Argentina, Cuba, Uruguai, Chile, Costa Rica, Colômbia e México e bem menos que média entre todos os países do mundo. Pra se ter uma ideia, precisaríamos aumentar aproximadamente 60 bilhões para atingirmos a media mundial incluindo ricos, emergentes e pobres.

Tínhamos a esperança de, na regulação da EC 29, aumentarmos o orçamento em saúde em 34 bilhões. Ledo engano. O SUS foi massacrado pelo interesse privado do congresso nacional e pelo governo Dilma que enterrou uma luta de mais de 10 anos por uma EC29 que tirasse o SUS da inanição. Ao invés de aumentar, com o cálculo aprovado que aumenta de um ano pro outros partir do crescimento do PIB, diminuímos proporcionalmente o investimento anual. Nos últimos 3 anos, por exemplo, mesmo com a arrecadação recorde com impostos pelo governo federal, o crescimento do PIB foi baixo e com isso, o orçamento do SUS, prejudicado.

A disputa é desigual. E constrói no imaginário popular a ideal de que ser sistema público é ruim, quando a verdade é outra. Os países com melhores índices de qualidade e satisfação com a saúde têm sistemas públicos, gratuitos e universais. Inglaterra, Espanha, Canadá, Cuba. Nós estamos sendo levado ao modelo americano fracassado: caro, ineficiente, injusto e sustentado com dinheiro público. O dinheiro repassado direta ou indiretamente dos cofres públicos para as empresas de saúde equivale a 20% do lucro do setor privado e um montante equivalente a 30% do total gasto pelo governo federal.

Por isso é fácil entender de onde vem a proposta é subsidiar planecos para os pobres ou, como foi noticiado recentemente, criar um plano de saúde para aposentados dentro do SUS. Difícil acreditar que o 1 milhão de reais recebidos na campanha pela Dilma da empresas de saúde não influenciam na sua política. Ao contrário, fica claro que o objetivo do governo é estimular o consumo, capitalizar, movimentar a economia e maximizar os lucros no setor saúde.
Merecemos e precisamos querer mais. Nossa saúde dependem disso.

Moisés Vieira Nunes
Médico – Setorial Saúde do PSOL

Fontes:
1) Domingueiras do Gilson Carvalho – http://www.idisa.org.br/site/documento_5843_0__2011—27—581—domingueira—regulamentaCAo-da-ec-29.html
2) Planos e seguros de saúde – Ligia Bahia e Mário Scheffer, editora UNESP
3 http://www.abrasco.org.br/noticias/noticia_int.php?id_noticia=1231
4) GASTOS PÚBLICOS EM SAÚDE – 2010 – UNIÃO – ESTADOS – MUNICÍPIOS – FONTE: MS – SPO; SIOPS.
5) PC PLANOS: QUANDO FOI O GASTO COM PLANOS MÉDICOS EM 2010 E O NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS. FONTE: RELATÓRIO ANS – MARÇO 2011.
6) PIB SAÚDE MUNDO, PC PAÍSES MAIOR RENDA. PC PÚBLICO – EUROPA. PC PÚBLICO AMÉRICAS. FONTE: WHS – 2011
7) ESTIMATIVA DE NECESSIDADES DE MAIS RECURSOS FEDERAIS, ESTADUAIS E MUNICIPAIS. FONTE: ESTUDOS GC –www.idisa.org.br

Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Dilma, o sobrepeso privado e a desnutrição do SUS

  1. Disseram a presidente Dilma Rousseff que a partir dos 10 anos do PT no poder passamos a ser um país de primeiro mundo e ela acreditou, e aí deu no que deu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Connect with Facebook

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>